rss btntwitter btnfacebook btn

Formação de Professores e Diversidade Cultural

Paladino, M. Estudar e experimentar na cidade: Trajetórias sociais, escolarização e experiência urbana entre “Jovens” indígenas ticuna, Amazonas

Esta tese trata dos processos de escolarização vividos pelos Ticuna ao longo do século XX, focalizando especialmente um segmento deles que vem se formando na cidade. Analisa as diversas e complexas motivações que orientam esses deslocamentos, em relação aos processos de territorialização atravessados e às configurações ideológico-religiosas a que aderiram. Situa o “estudo” como uma das trajetórias hoje possíveis para quem atravessa a fronteira da infância, como forma que os Ticuna entendem de “ser alguém na vida”, “ser um cidadão”. O envolvimento no movimento indígena e a construção de organizações tem tornado o anseio por educação escolar uma ferramenta necessária a um projeto de autonomia. Ainda analisa as características deste segmento que na sua condição de “estudantes” prolongam seu ingresso na maturidade para depois da “formatura” do Ensino Médio, atuando este evento como um rito de instituição que marca a passagem à vida adulta daqueles que percorrem essa trajetória. Trata também de outras vinculações, além do estudo, que os Ticuna estabelecem com os centros urbanos, mostrando que estes se constituem como espaços de formação por si mesmos.
Constata-se que, apesar da faixa etária em que se encontram os que estudam nas cidades, regressar com um diploma lhes garante a aquisição de prestígio e o direito a pretender um “cargo”. O mercado de trabalho regionalmente disponível e vinculado às organizações ticuna e às políticas públicas voltadas para os índios, embora pequeno, tem suscitado processos de segmentação e hierarquização internos nas aldeias ticuna.

Baixe a tese completa (pdf).

PALADINO, Mariana. Estudar e experimentar na cidade: Trajetórias sociais, escolarização e experiência urbana entre “Jovens” indígenas ticuna, Amazonas. Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. 2006

O conteúdo deste site, vedado ao seu uso comercial, pode ser reproduzido desde que citada a fonte: Laboratório de Educação e Patrimônio Cultural - UFF