rss btntwitter btnfacebook btn

2005

Realização da Exposição “ Saberes da Construção: casas de colono e casas de trabalhadores em assentamentos rurais” . Patrocínio Petrobras Cultural. Ciep 279 Profa. Guiomar Gonçalves Neves, Trajano de Morais, RJ.

 

“Saberes da Construção: casas de colono e casas de trabalhadores em assentamentos rurais”.

Realização: LABOEP-FEUFF. Patrocínio: Petrobras Cultural. 

Resumo: Proposto ao Programa Petrobras Cultural em janeiro de 2004, e com atividades iniciadas em janeiro de 2005, o Projeto teve  como objetivo geral  "o registro, a preservação e a divulgação dos saberes e técnicas artesanais de construção de casas utilizadas pelo colonato da cafeicultura fluminense, a partir do final do século XIX". Buscou-se valorizar a  transmissão, junto às novas gerações, dos saberes tradicionais de construção em terra,  patrimônio material e imaterial representado pelas casas de colono. Considerou-se ainda, diferentes modos de recriação desse saber fazer, principalmente em assentamentos rurais, articulando-os a pesquisas contemporâneas, sobre o tema, realizadas por centros acadêmicos nacionais e internacionais. O trabalho de pesquisa desdobrou-se na montagem de uma exposição itinerante, na produção de material didático e de oficinas junto a escolas da rede pública e ao Curso de Pedagogia da UFF .

O projeto foi coordenado por Lygia Segala (Faculdade de Educação/Laboratório de Educação Patrimonial e PPGA/UFF), com coordenação de pesquisa de Elizabeth Linhares (doutoranda em Antropologia Social IFCS/UFRJ) e coodenação pedagógica de Léa Calvão (Faculdade de Educação UFF) Contou com as consultorias, entre outros, de Afrânio Garcia (Centre de Recherches sur le Brésil Contemporain da École des Hautes Études em Sciences Sociales, Paris), e de Alfredo Brito (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ e PUC-RJ). 

Proposto ao Programa Petrobras Cultural em janeiro de 2004, e com atividades iniciadas em janeiro de 2005, o Projeto teve  como objetivo geral  "o registro, a preservação e a divulgação dos saberes e técnicas artesanais de construção de casas utilizadas pelo colonato da cafeicultura fluminense, a partir do final do século XIX". Buscou-se valorizar a  transmissão, junto às novas gerações, dos saberes tradicionais de construção em terra,  patrimônio material e imaterial representado pelas casas de colono. Considerou-se ainda, diferentes modos de recriação desse saber fazer, principalmente em assentamentos rurais, articulando-os a pesquisas contemporâneas, sobre o tema, realizadas por centros acadêmicos nacionais e internacionais. O trabalho de pesquisa desdobrou-se na montagem de uma exposição itinerante, na produção de material didático e de oficinas junto a escolas da rede pública e ao Curso de Pedagogia da UFF .

O projeto foi coordenado por Lygia Segala (Faculdade de Educação/Laboratório de Educação Patrimonial e PPGA/UFF), com coordenação de pesquisa de Elizabeth Linhares (doutoranda em Antropologia Social IFCS/UFRJ) e coodenação pedagógica de Léa Calvão (Faculdade de Educação UFF) Contou com as consultorias, entre outros, de Afrânio Garcia (Centre de Recherches sur le Brésil Contemporain da École des Hautes Etudes em Sciences Sociales, Paris), e de Alfredo Brito (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ e PUC-RJ).

 

 

 

Exposição: A exposição foi montada em novembro de 2005, no Ciep 279 - Profª Guiomar Gonçalves Neves, em Trajano de Morais, município da região serrana do norte fluminense e reapresentada no Campus do Gragoatá  / Faculdade de Educação da UFF, em dezembro de 2005 e na Escola Municipal Paulo Freire, no Fonseca, Niterói, em 2006.

Oficinas: Foram realizadas duas oficina para transmissão de saberes sobre construção em terra. A primeira aconteceu no CIEP 279 - Profª Guiomar Gonçalves Neves, em Trajano de Morais, coordenada pelo Sr. José Reguette, morador da localidade e conhecedor dessa técnica tradicional. Como atividade de educação patrimonial, foi feita em terra uma casa de boneca, com a colaboração dos estudantes. A segunda foi uma oficina sobre Taipa de Pilão coordenada pelo arquiteto Eduardo Salmar, professor da UNIMEP de Santa Bárbara do Oeste.  Teve por objetivo uma troca entre conhecimentos locais e aqueles produzidos no âmbito de pesquisas acadêmicas. 

Visualize as fotos em nossa página no facebook em http://bit.ly/2tOzNdT

 

Educação Patrimonial II nas escolas de Niterói

Educação Patrimonial II nas escolas de Niterói. LABOEP-FEUFF. Niterói/RJ. Coord. Léa Calvão.

Saberes da Construção: casas de colono e casas de trabalhadores em assentamentos rurais

1ªPARTE 01

“Saberes da Construção: casas de colono e casas de trabalhadores em assentamentos rurais”.

Realização: LABOEP-FEUFF. Patrocínio: Petrobras Cultural. 

Resumo: Proposto ao Programa Petrobras Cultural em janeiro de 2004, e com atividades iniciadas em janeiro de 2005, o Projeto teve  como objetivo geral  "o registro, a preservação e a divulgação dos saberes e técnicas artesanais de construção de casas utilizadas pelo colonato da cafeicultura fluminense, a partir do final do século XIX". Buscou-se valorizar a  transmissão, junto às novas gerações, dos saberes tradicionais de construção em terra,  patrimônio material e imaterial representado pelas casas de colono. Considerou-se ainda, diferentes modos de recriação desse saber fazer, principalmente em assentamentos rurais, articulando-os a pesquisas contemporâneas, sobre o tema, realizadas por centros acadêmicos nacionais e internacionais. O trabalho de pesquisa desdobrou-se na montagem de uma exposição itinerante, na produção de material didático e de oficinas junto a escolas da rede pública e ao Curso de Pedagogia da UFF .

O projeto foi coordenado por Lygia Segala (Faculdade de Educação/Laboratório de Educação Patrimonial e PPGA/UFF), com coordenação de pesquisa de Elizabeth Linhares (doutoranda em Antropologia Social IFCS/UFRJ) e coodenação pedagógica de Léa Calvão (Faculdade de Educação UFF) Contou com as consultorias, entre outros, de Afrânio Garcia (Centre de Recherches sur le Brésil Contemporain da École des Hautes Études em Sciences Sociales, Paris), e de Alfredo Brito (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ e PUC-RJ).

Exposição: A exposição foi montada em novembro de 2005, no Ciep 279 - Profª Guiomar Gonçalves Neves, em Trajano de Morais, município da região serrana do norte fluminense e reapresentada no Campus do Gragoatá  / Faculdade de Educação da UFF, em dezembro de 2005 e na Escola Municipal Paulo Freire, no Fonseca, Niterói, em 2006.

Oficinas: Foram realizadas duas oficina para transmissão de saberes sobre construção em terra. A primeira aconteceu no CIEP 279 - Profª Guiomar Gonçalves Neves, em Trajano de Morais, coordenada pelo Sr. José Reguette, morador da localidade e conhecedor dessa técnica tradicional. Como atividade de educação patrimonial, foi feita em terra uma casa de boneca, com a colaboração dos estudantes. A segunda foi uma oficina sobre Taipa de Pilão coordenada pelo arquiteto Eduardo Salmar, professor da UNIMEP de Santa Bárbara do Oeste.  Teve por objetivo uma troca entre conhecimentos locais e aqueles produzidos no âmbito de pesquisas acadêmicas. 

Visualize as fotos em nossa página no facebook em http://bit.ly/2tOzNdT

O conteúdo deste site, vedado ao seu uso comercial, pode ser reproduzido desde que citada a fonte: Laboratório de Educação e Patrimônio Cultural - UFF